14 de out de 2010

Coração Impaciente


Espero, impacientemente, por você. Celular na mão. Mão no coração. E meu coração pertence a você. Roubas-te ele de mim.

Nenhum comentário: